30 de abr de 2009

. DISPLAY - Jornal O Povo .

Jornal O Povo - Fortaleza/Ce - 22/04/2009.
Caderno Buchicho.
Coluna Display.
Texto: Alinne Rodrigues.


DE CORPO E ALMA.
O modelo Alex Schultz mostra que é mais que
um rostinho bonito e um corpo de babar.

Lourinho, rosto de menino, sotaque paulistano carregado e um sorriso que não sai do rosto. De regata branca e bermuda, Alex Schultz sentia-se em casa no Centro de Convenções. Comemorava o fim da última edição do Dragão Fashion - mais um em seu currículo - com os outros modelos quando conversou com exclusividade com o Buchicho.
Entre fotos com fãs e cumprimentos de colegas de passarela, Alex relembra o início da carreira, aos 18 anos, quando só pensava em jogar futebol no intervalo dos dois empregos que tinha: de madrugada, trabalhava com assistência de seguro, de dia, em uma loja de shopping. E foi nesse mesmo shopping que ele foi descoberto por um olheiro e encaminhado para fazer um book.
“Na época, eu era até meio preconceituoso, mas falei com minha família, e eles disseram para eu ir pelo menos ver como era”, revela. Com as fotos na mão, Alex já engatou a primeira São Paulo Fashion Week. E aí já veio o convite para desfilar em Nova York. De lá, o paulista morou em Milão, Paris, Alemanha e Japão. Na Itália, chegou a desfilar pela Armani e dolce & Gabbana. “Na minha primeira viagem, eu não falava nem inglês. Era só aquele inglês de colégio mesmo”, ri. Para quem sonhava em ser jogador de futebol e já treinava pelo São Paulo, o caminho trilhado
foi totalmente inesperado.
Polêmica
Em junho do ano passado, Alex Schultz ganhou uma projeção muito maior em todo o país. Ele posou como veio ao mundo para uma campanha do estilista americano Tom Ford. “Foi o momento mais polêmico da carreira. A campanha foi proibida em alguns países e acabou chamando muito mais atenção por isso”, lembra.
Fora das passarelas, Alex vive um cotidiano mais tranquilo. Gosta de jogar futebol, já saltou de paraquedas, costuma fazer ioga - que o ajuda a manter as linhas que a gente adora - e curte estudar a mente humana.

“Sempre estudo psicologia ou metafísica, é quase o oposto da profissão. Mas existe vida além da moda”.






Foto: Reprodução.
Agradecimento: Alex Schultz.

2 comentários:

stardustwithin disse...

Aeeee, Alex, já treinava pelo MELHOR time!!!
haha

bjão, Angel. :D

Liliane Ferrarezi disse...

Angeeel, eu tenho esse buchico, não seu se você sabe eu moro em Fortaleza e meu pai tem a assinatura do Jornal O Povo, eu vi e só me lembrei de tu eu guardei, vou scanear a pagina e te mando.
Quanto tempo mesmo viu? Tu parou de fazer o flog =/
beeijos, Giulia